top of page

O que dizem as cobaias


No dia 25 de julho, dia do escritor, comentei lá no Facebook que precisaria de cobaias para lerem o primeiro capítulo do meu novo livro. Algumas amigas se manifestaram e enviei o arquivo para elas com um questionário sobre a leitura. Minha ideia era ver a aceitação da história, a identificação com as personagens e receber críticas ao texto. Pois bem, impossível ter uma unidade...rs A unanimidade é que todas gostaram do que leram, mas não deu pra ter uma real ideia sobre alguns pontos que me preocupam. De Zero a dez é o nome da série de três livros que têm como protagonista a adolescente Valentina. Em #Amor, primeiro livro da coleção, Valentina e Bianca, melhor amiga da nossa protagonista, enfrentarão situações que colocarão em risco a amizade das duas. O primeiro amor, a confiança quebrada e os problemas familiares dão o tempero certo para essa história que tem me dado muito prazer em escrever. A proposta é muito diferente de Infância, o público é outro e o texto reserva muitas surpresas ao longo da leitura.

Vamos aos principais comentários das Cobaias: "Cara, de verdade, muito bom! Confesso que não esperava que fosse tão bom. Não que não te ache capaz, mas porque Infância foi mais em forma de conto, então, achei que esse seria mais ou menos da mesma forma. Me surpreendeu. espero que o restante seja no mesmo embalo." Bia Couto, Publicitária, 30 anos.

"Está ótimo, queria continuar lendo. Que imaginação! Parabéns!"

Janaína Menezes, Psicóloga, 44 anos.

"Seu texto é muito bom. Não é preciso "fingir ser adolescente" para mergulhar de cabeça na história e passar a morar no mundo daquelas personagens. (..) Adorei o clímax de episódio final de série da Netflix."

Juliana Brito, Jornalista, 38 anos.

"Não posso deixar de citar que a sua forma de escrever é leve e que prende totalmente a atenção! "

Mariana Ferraz, estudante de Turismo, 28 anos.

"Achei legal ter como tema principal a relação familiar. Acho que diferencia da maior parte dos livros teens e isso é ótimo para ser adotado em escolas."

Fernanda Belém, Jornalista e Escritora, 33 anos.

"Achei toda a história muito bem elaborada, me prendeu a atenção, me fez ficar ansiosa pra saber todos os detalhes dessa família."

Marcella Alvim Mendes, Fisioterapeuta, 30 anos.

"Achei a narrativa corrente, flui. Gostei do que li, bem crível, nada surreal acontece, mas ainda é cedo pra entender o enredo da história com o que li."

Fabiana de Freitas Borges, Jornalista, 34 anos.

Bem, as críticas que me fizeram repensar partes do texto eu não vou escrever aqui porque acabam dando spoiler da história. A ideia agora é terminar o livro e buscar uma editora para publicá-lo. Ansiosa como sou, estou sofrendo com alguma mudanças que precisarei fazer. Muitas dúvidas surgiram e posso dizer que essa troca foi muito positiva para o crescimento da história. Ainda gostaria de saber a opinião de pessoas mais jovens, que integrem o púbico alvo. Se você tem entre 12 e 20 anos, ou é um profissional da área e quer fazer parte do grupo de cobaias que opinarão sobre meu novo livro e me ajudarão a melhorar meu trabalho, escreve pra mim? mairafgomes@gmail.com, terei um prazer imenso em ler sua opinião.

Imagem de arquivo pessoal

4 visualizações0 comentário
bottom of page