top of page

Diário de publicação - Post 0

Atualizado: 26 de mai. de 2020

Lembrando de todo o processo de publicação do meu primeiro livro (enviar originais, assinar o contrato, encontrar um ilustrador, aprovar cada etapa do livro, organizar um evento de lançamento) e percebendo como tudo aconteceu de uma maneira completamente diferente com "As Aventuras do Príncipe Ricardinho e do Cavalo Romão", pensei em criar uma série aqui no blog para contar cada fase da publicação do meu novo livro, que já foi aprovado pela editora e está nas etapas iniciais de negociação.

Antes disso, acho bacana dar uma ideia de como foram os processo anteriores e, assim, mostrar que a experiências são diversas no mercado literário.


Breve retrospectiva ou como cheguei até aqui


Um dia acordei melancólica e com uma saudade imensa da minha avó Iseth (na verdade minha tia, mas isso é assunto para um outro post, na verdade, um poema, que em breve vou postar para vocês) e escrevi um desabafo em versos. O texto era sobre tudo que me fazia falta, dentre elas, coisas que eu vivi com a minha avó.

Em 2014, lendo um livro com o meu filho, à época com 7 anos, me deparei com algo que me pareceu familiar: Uma história em versos, simples e poética.

Ao ler aquele livro com o meu filho, percebi que o meu texto, que chamava "Saudades da Infância" (eu sou péssima com nomes), poderia ser publicado e resolvi pedir algumas opiniões. Uma amiga, professora de português, me respondeu dizendo:




Era o empurrão que faltava. Tomei coragem e enviei o original para alguma editoras.

Enquanto aguardava uma resposta para os meus e-mails, conversei com amigos que já tinham passado por isso. Graças a eles fui a luta sabendo o suficiente para não cair na lábia da primeira editora que me respondeu com uma proposta ridícula e indecente de pagar 17 mil reais pela publicação do meu livro.



Cobri o nome da editora para não expor os autores que são publicados por ela.

O processo foi rápido porque, apesar de não saber o que eu estava fazendo, tive sorte em encontrar uma editora que topou a minha ideia e quis publicar o meu livro logo nas primeiras tentativas.

No dia 6 de agosto enviei o original de Infância para a editora Autografia e no dia seguinte eles me retornaram. Na semana seguinte me reuni com o editor, e no dia 2 de setembro de 2019, dia Internacional do Livro Infantil, eu assinava o meu primeiro contrato de publicação.



Assinatura do Contrato de publicação de Infância nos jardins do Palácio Guanabara

Foi só isso? Não, teve muita coisa entre a assinatura do contrato e o livro pronto na minha mão e é por isso que eu quero registrar todas as etapas desse novo trabalho. Uma forma de dividir um pouco do processo e ajudar quem possa estar pensando em publicar e não sabe o que esperar.


Vem comigo?


18 visualizações0 comentário

Kommentare


bottom of page